As 11 Maiores Invenções Acidentais

11. O FORNO DE MICROONDAS – PERCY SPENCER



Spencer é conhecido como um gênio da eletrônica. Ele estava arrumando um emissor de microondas quando sentiu uma vibração estranha em suas calças, até parecendo um borbulhar. Em uma cena que deve ter sido hilária ele retirou um chocolate derretido do bolso. Imaginando que a culpada da situação era a radiação ele imediatamente pensou no potencial culinário da descoberta e, a partir daí, inventou o forno de microondas.


10. SACARINA (ADOÇANTE) – IRA REMSEN E CONSTANTIN FAHLBERG



Em 1879 Ira e Constantin, cientistas que estavam trabalhando em um laboratório, resolveram fazer uma pausa para o lanche. Fahlberg havia esquecido de lavar as mãos – o que pode causar a morte de químicos descuidados, mas ele foi mais sortudo. Ele simplesmente notou um estranho sabor adocicado na sua refeição – adoçante artificial!

9. MOLA MALUCA – RICHARD JAMES



Conhecida originalmente como “slinky”, a mola maluca foi criada em 1943, quando o engenheiro Richard James estava tentando usar molas para que os instrumentos sensíveis de navios não fossem danificados com o balanço das ondas. Um dos seus protótipos caiu no chão e, em vez de rolar, a mola simplesmente se endireitou novamente. James percebeu que brincar com aquilo era divertido e criou a mola maluca. Eventualmente, o brinquedo foi vendido para 300 milhões de crianças.

8. MASSINHA PLAY-DOH – KUTOL PRODUCTS



Antes de ser encontrada grudada nos tapetes de todas as casas com crianças, a massinha foi criada para ser um produto de limpeza (ironicamente para as mães). A pasta deveria ser passada em papéis de parede sujos – a sujeira ficaria grudada nela e o papel voltaria a ficar limpo. Mas crianças começaram a usar o produto para criar maquetes e para fazer outros trabalhos para a escola. Removendo alguns químicos e adicionando cor à mistura, a massinha foi criada e se tornou um dos brinquedos mais populares de todos os tempos.

7. SUPER BONDER – HARRY COOVER



Em 1942 o cientista Harry Coover descobriu que a substância que ele havia criado, o cianocrilato, foi um fracasso. Não poderia ser usada para criar uma nova lente de precisão para armas porque, infelizmente, grudava terrivelmente em tudo com que entrava em contato. Apenas seis anos depois que Coover percebeu que a substância grudava incrivelmente sem precisar de calor e criou a Super Cola.

6. TEFLON – ROY PLUNCKETT



Da próxima vez em que você for fritar um ovo e nada ficar grudado na sua frigideira, agradeça a Roy. Ele estava tentando criar uma variação de clorofluorcarbono (a substância desprezada que destrói a nossa camada de ozônio). Quando colocou o gás no congelador, descobriu que depois de algum tempo ele desapareceu, deixando para trás apenas alguns flocos. Concentrados, eles se mostraram um poderoso lubrificante – teflon.

5. BAQUELITE – LEO BAEKELAND



Em 1907, a goma-laca era usada para isolar o interior de eletrônicos (rádios e telefones). Mas a goma-laca, caso você não saiba, é feita de cocô de besouro asiático e não é a maneira mais prática ou barata de isolar fios. Até que o químico Leo Baekeland descobriu acidentalmente o – prepare-se- polioxibenzilmetilenglicolanhidrido, o primeiro plástico sintético do mundo. Hoje ele está presente até em nossas bijuterias.

4. MARCAPASSO – WILSON GREATBATCH



Um assistente de um professor da Universidade de Bufalo achou que havia arruinado um projeto do mestre. Em vez de usar um resistor de 10 mil ohms para usar em um estudo que iria gravar os movimentos do coração, Wilson escolheu um de 1 megaohm. Ele percebeu que o circuito causava um movimento muito parecido com o do coração, regulando o pulso de pessoas doentes.

3. VELCRO – GEORGE DE MESTRAL



Um cachorro teve um papel fundamental da invenção do velcro. O engenheiro suíço, George de Mestral, estava caçando com seu cão quando percebeu que algumas plantas e sementes ficavam grudadas no pêlo do animal. Ele então tentou reproduzir a técnica usando nylon – criando o velcro que usamos hoje.

2. RAIOS-X – WILHEM ROENGEN



Ok, Raios-X são fenômenos da natureza e não podem ser criados, mas foram descobertos. Wilhem estava fazendo uma série de experimentos com cátodos quando percebeu que um pedaço de papel estava brilhando, no outro lado da sala. Logo Roengen, percebeu que imagens poderiam ser produzidas com essa técnica e tirou o primeiro raio-X da história – a mão de sua esposa.

1. PENICILINA



A descoberta da penicilina se deu de forma acidental, pelo médico e bacteriologista escocês Alexander Fleming, em 1928. Pesquisando substâncias capazes de combater bactérias em feridas, esqueceu seu material de estudo sobre a mesa enquanto saía de férias. Ao retornar, observou que suas culturas de Staphylococcus aureus estavam contaminadas por mofo e que, nos locais onde havia o fungo, existiam halos transparentes em torno deles, indicando que este poderia conter alguma substância bactericida. Ao estudar as propriedades deste bolor, identificado como pertencente ao gênero Penicillium, Fleming percebeu que ele fornecia uma substância capaz de eliminar diversas bactérias, como as estafilococos: responsáveis pela manifestação de diversas doenças, tanto comuns quanto mais graves. A substância recebeu o nome de “penicilina”. Tal achado, comprovadamente inofensível para as células animais, foi isolado, concentrado e purificado em laboratório alguns anos depois, por Howard Florey e Ernst Chain. Na época da Segunda Guerra Mundial, esta substância foi produzida em larga escala, por fermentação, salvando milhares de vidas. A penicilina tornou-se disponível para a população civil na década de 40: mesma época em que os três pesquisadores ganharam o prêmio Nobel de Medicina por suas descobertas, estas capazes de impedir a morte e complicações de doenças como pneumonia, sífilis, difteria, meningite, bronquite, dentre outras. Atualmente a penicilina é utilizada de forma menos frequente em razão de seu uso indiscriminado – causando a seleção das bactérias e consequentemente, ao longo do tempo, resistência a este antibiótico. Assim, hoje a Amoxicilina é o antibiótico mais amplamente utilizado no tratamento de doenças bacterianas.

FONTE: HYPERSCIENCE

3 comentários:

Jéssica disse... [Responder Comentário]

Bem legal...tudo feito na cagada xD

Anônimo disse... [Responder Comentário]

A imagem do baquelite e do marcapasso estão erradas :/
Nem sabia que essas coisas foram descobertas/criadas acidentalmente XD

Anônimo disse... [Responder Comentário]

A coca-cola também.. foi sem querer! Era para ser um remédio para dores de cabeça.

Related Posts with Thumbnails
 
Ah Duvido © 2010 | Designed by Ah Duvido | Back to top